OBJETIVOS

O principal objectivo deste grupo operacional é encontrar soluções adequadas a diferentes geografias, estruturais e sustentáveis na cultura do arroz, orientadas para a resolução do problema do controlo de infestantes, nomeadamente das espécies de Echinochloa spp.

01

Prospeção de resistência aos principais herbicidas aplicados na cultura do arroz, em infestantes problemáticas, designadamente as milhãs (Echinochloa spp.)através da confirmação da resistência a herbicidas inibidores da ALS, avaliação de padrões de resistência cruzada (herbicidas inibidores da ALS e da ACCase ) e dos mecanismos de resistência, ao nível da planta inteira e a nível celular e biomolecular.

02

Identificação das espécies de Echinochloa presentes no complexo específico de cada região orizícola, através de técnicas biomoleculares, que permitam a criação de métodos de diagnóstico rápidos e fiáveis, complementares à clássica caracterização morfológica e fenológica.

03

O conhecimento do desenvolvimento dos estados fenológicos das infestantes, ao longo do ciclo da cultura para cada região, com acompanhamento das temperaturas (graus dias e temperatura base para a germinação da Echinochloa) é fundamental para a eficiência das medidas de gestão propostas. Esta abordagem permite uma intervenção precoce e atempada.

04

Desenvolver novas estratégias de controlo de Echinochloa spp. nas principais regiões orizícolas: Vale do Mondego, Vale do Tejo e Sorraia, Através da implementação e avaliação de estratégias de gestão da resistência adquirida aos herbicidas, contribuindo para a sustentabilidade do agro-ecossistema arrozal, do ponto de vista económico, social e ambiental.

PROJETO COFINANCIADO POR:
PDR_PT2020_FEADER (3).png