Fases de Programação

Distinção das espécies de Echinochloa spp. por taxonomia integrada


Tarefa 2.1 – Seleção de arrozais com risco de resistência, que inclui inquérito, amostragem com colheita de sementes e plantas de Echinochloa nas principais regiões orizícolas das bacias hidrográficas dos rios Mondego, Tejo e Sorraia e Sado Tarefa 2.2 -Caracterização morfológica e fenológica espécies de Echinochloa, através de taxonomia clássica baseada em caracteres anatómicos e biométricos das plantas e no desenvolvimento das plantas ao longo do ciclo da cultura (fenológica) incluindo em particular a análise da biologia da germinação das espécies de Echinochloa Tarefa 2.3 - Caracterização genética das espécies e populações por marcadores moleculares.




Seleção de arrozais nas regiões do Mondego, Tejo e Sorraia e Sado


Realização de inquéritos e amostragens com colheita de sementes e plantas de Echinochloa nas principais regiões orizícolas das bacias hidrográficas dos rios Mondego, Tejo e Sorraia e Sado




Prospeção de resistência aos principais herbicidas aplicados na cultura do arroz:


Tarefa 3.1 – Confirmação da resistência a herbicidas inibidores da ALS Avaliação ao nível da planta inteira e a nível celular e biomolecular (ligação com 1.2.) Tarefa 3.2 – Avaliação de padrões de resistência cruzada (herbicidas inibidores da ALS e da ACCase) na planta inteira e dos mecanismos de resistência a nível celular e biomolecular




Estratégias de controlo de Echinochloa spp. nas principais regiões


Tarefa 4.1. - Seleção de campos de arroz com falha de eficácia /suspeita de resistência (em resultado do inquérito e dos ensaios de confirmação de resistência
Tarefa 4.2 - Implementação dos campos de demonstração
Tarefa 4.2.1 - Sistema convencional
Tarefa 4.2.2 - Falsa sementeira
Tarefa 4.2.3. - Sistema sustentável – Modo de produção integrada (medidas culturais) com e sem mobilização
Tarefa 4.3 - Monitorização
- Avaliação da eficácia das estratégias de gestão/controlo de Echinochloa spp.
- Avaliação da evolução da resistência




Desenvolvimento de uma ferramenta de apoio à decisão


Tarefa 5.1 - Construção da base de dados Tarefa 5.2 - Construção da ferramenta informática de apoio à decisão Tarefa 5.3 - Validação da ferramenta em campo em articulação com os ensaios realizados nos campos de demonstração




Transferência de conhecimento e capacitação dos agentes do setor


Através da publicação de artigos científicos, folhetos de divulgação e de dois manuais (infestantes da cultura do arroz; gestão integrada das infestantes na cultura do arroz) e disseminação do conhecimento em congressos e colóquios e dias abertos.




Gestão do projeto


Esta gestão será realizada pela entidade coordenadora que assumirá a responsabilidade da gestão do projeto, implementando para esse efeito uma metodologia baseada nos princípios e orientações da NP 4458:2007.





PROJETO COFINANCIADO POR:
PDR_PT2020_FEADER (3).png